segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

PENSAR E AGIR PARA O PAÍS



"Os riscos de falhanço são muitos, demasiados. Somos sim uma juventude com mais formação académica, com mais conhecimentos técnicos, com mais e melhor em muitas especialidades. Contudo veja-se a situação de Portugal que com a mesma juventude, com mais e melhor, hoje é um país de rastos. Nem sempre as qualificações importam. Mas mais importante será o comprometimento de cada um de nós e todos como o grupo para com o país, para que na humildade possamos receber a herança do passado, com tudo que tem de bom e de mal e apreender com o que não devemos repetir e o que devemos seguir.   

O caminho é ainda escuro. Mas capital humano existe. Assim queremos esta geração pode marcar diferença na Guiné-Bissau, assim entendemos tudo pode mudar para melhor."

Saibana in Nova Geração versus Homem Novo, 2012


sexta-feira, 15 de novembro de 2013

UM DIA ESCREVEREI SOBRE TI, SOBRE TUDO!

Hei-de dizer ao mundo a cor dos teus olhos, 
ser todos os detalhes da tua dor 
                                e decepção. 

Um dia serei mais que um simples cidadão na tua face. 

Não me atino, 
nem mudarei pela simples certeza de saber 
que sou combatente dos males alheios, 
sou revoltado pela mutilação das vizinhas. 

Sou o que um dia contarei! 

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

"... A nossa casa é a nossa casa, mesmo para quem aspira a servir interesses mais vastos e estabeleceu a sua casa de eleição em lugares distantes..." 

Nelson Mandela - texto inédito escrito  na prisão. 


sexta-feira, 28 de junho de 2013

Guiné-Bissau só mesmo vivida!


                                        Os fidalgos - Cabral  

Eternamente assim com os optimistas
sou resultado de gente 
dos que recebem sempre maravilhosamente
porque são pacifistas
ainda que no mundo de barafundistas 
e vistos como instáveis 

No mundo alegria canta histórias 
e nomes do filhos de grandes glórias 
mas são só vozes
outras vezes imagens e não mais.

Soam cheiros, ah cheiros e sensações
e muito mais, só mesmo vivida. 

Eis a única verdade: 
Guiné-Bissau, só mesmo vivida! 

                                          Saibana Baldé